sábado, 2 de agosto de 2008

Fluminense 1-2 Internacional


FLU PERDE A TERCEIRA SEGUIDA E AGRAVA A CRISE

FLUMINENSE 1 x 2 INTERNACIONAL
Fernando Henrique, Maurício, Luiz Alberto, Roger e Junior Cesar, Fabinho, Romeu, Felipe (Maicon), João Paulo (Somália) e Conca; Dodô. Clemer, Wellington Monteiro, Indio, Sorondo e Marcão; Edinho, Guiñazú, Rosinei (Adriano) e Andrezinho (Magrão); Taison (Ramon) e Nilmar.
Técnico: Renato Gaúcho. Técnico: Tite.
Gols: Nilmar, aos cinco e aos 27 minutos do primeiro tempo; Somália, aos 25 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Conca, Fabinho e Maurício (F); Taison, Rosinei, Adriano (I).
Cartão vermelho: Maurício (F).

Estádio: Maracanã. Data: 02/08/2008. Árbitro: José Henrique de Carvalho (SP). Auxiliares: Ivan Carlos Bohn (PR) e José Carlos Dias Passos (SP).

Público: 10.092 pagantes Renda: R$ 129.244,00


Não tenho nem mais o que dizer. Já tínhamos perdido duas partidas seguidas e, com mais essa derrota em pleno Maracanã, a crise se tornou ainda pior. O nosso Fluminense entrou novamente desfalcado, como estamos acostumados a vê-lo ultimamente. Contávamos com a volta de Junior Cesar e de Luiz Alberto, bons jogadores. O Inter, mesmo sem um dos melhores meias em atividade no futebol brasileiro, Alex, entrou em campo com um time bem mais consistente e de maior qualidade.

Dessa vez, Renato Gaúcho surpreendeu a todos. Esperávamos um 4-4-2 com Dodô e Somália, mas ele escalou um time no 4-5-1 com Conca e dois juniores armando, João Paulo pela esquerda e Felipe pela direita, e no ataque, um Dodô solitário. Do lado do Colorado, Tite escalou o 4-4-2 esperado, com três volantes (Edinho, Guiñazú e Rosinei) e um ataque jovem e veloz, com Taison e Nilmar.


No começo do jogo, o Flu tentou colocar pressão e quase marcou, após belo lançamento de Conca para o garoto João Paulo, que perdeu uma grande oportunidade. Aos cinco minutos de jogo, veio o castigo. Nilmar recebeu um grande lançamento e usou sua velocidade contra a lentidão de Roger, que atuava na zaga. Entrou na área, driblou o zagueiro, que o marcava, e chutou entre as pernas do goleiro Fernando Henrique, fazendo 1 a 0 para o Inter. Um indício de que a crise ia continuar. O Flu tentou apertar, mas se atrapalhava com muitos passes errados e com sua lentidão na saída de bola. Só conseguia chegar ao ataque por meio do jovem João Paulo, pela esquerda, ou pelo pés de Conca. Já o Inter esperava com seus contra-ataques velozes e mortais. Enquanto isso, a torcida tricolor protestava na arquibancada, com gritos de "time sem vergonha" e "fora Renato", sem citar outros piores. Mesmo contando com mais posse de bola, o Fluzão não levava muito perigo ao gol de Clemer. Então, aos 27 min, o Inter acertou outro contra-ataque mortal. Marcão, aproveitando-se da falta de posicionamento do novamente improvisado Maurício, avançou pela esquerda e cruzou. Nilmar novamente se aproveitou da lentidão do veterano Roger e, antecipando-se, marcou o segundo gol do Internacional, e o que parecia difícil para o Fluminense tornou-se pior ainda. A torcida pedia e Renato e resolveu fazer aquilo que deveria ter feito antes de começar a partida: colocar Somália. Contudo, para colocá-lo, tirou o garoto estreante João Paulo, que vinha fazendo uma boa partida. Aí, meu amigo, a torcida ficou irada e aumentou o coro de "Burro, Burro!". No final da primeira etapa, Somália aproveitou-se de uma falha generalizada da zaga colorada, driblou Clemer e chutou, mas o zagueiro Sorondo salvou em cima da linha. Fim de primeiro tempo, a torcida tricolor não perdoou e vaiou o time, com razão.


Começou, então, o segundo tempo. O Flu parte para cima e pressiona muito o Inter, que relaxou e deixou de ser tão efetivo nos contra-ataques. A subida de produção do time tricolor foi acompanhada de uma melhora no rendimento do atacante Somália, que passou a levar mais perigo ao gol colorado, e na atuação do zagueiro Roger, que melhorou a marcação, antes tão falha. Aos 25 min, Junior Cesar sofreu falta muito próximo à grande área, no lado esquerdo do campo. Conca cobrou e, após bate-rebate dentro da área, Somália escora no susto para dentro das redes, diminuindo a vantagem colorada. O gol pareceu acordar o nosso time, que passou a criar mais oportunidades, contando com a velocidade do garoto Maicon, que entrou no lugar de um apagado Felipe. Roger disputou com Clemer e quase marcou de cabeça. Em outra jogada, Dodô furou dentro da área e Maurício perdeu a chance de igualar. O Inter, cansado, prendia a bola e gastava o tempo, ainda tentando os contra-ataques e quase fez o terceiro, com Nilmar. No último minuto, Maurício ainda foi expulso, coroando sua exibição ruim.

Assim, o Fluminense continua na Zona de Rebaixamento, com 13 pontos, na 19ª colocação, podendo ser ultrapassado pelo Ipatinga, que joga amanhã. Já o Internacional conseguiu sua primeira vitória fora de casa, pondo fim a uma seqüência de duas derrotas e chegando ao 7º lugar no Campeonato, com 25 pontos.

E a nossa crise continua.

ANÁLISE POR EDUARDO: Dei o palpite certo. O Colorado é muito mais time que o Flu. Tem volantes que sabem sair para o jogo, atacantes velozes e uma zaga consistente. E o Flu? Defesa e ataque lentos, volantes que erram passes de dois metros e não conseguem fazer uma boa marcação, e um meio-campo que depende da atuação do Conca. Mais uma vez, perdemos. E novamente no Maracanã. Dessa vez, não tiro a culpa do Renato, não. Na verdade, achei ele o maior culpado, escalando um time com juniores e mexendo mal. Mas não chegou a hora de tirá-lo do comando, não. Muricy, Luxemburgo, Parreira, nenhum desses pode vir agora. O melhor é esperar por esses "reforços" e analisar o trabalho do Renato a partir daí, porque com esse time atual não dá para tirar conclusões. Um time de baixa qualidade técnica e muito desfalcado. Na próxima rodada o adversário é o São Paulo, novamente no Maracanã, e a previsão sobre essa partida não é nada boa para o Flu.

ANÁLISE POR LUIZ FELIPPE: Meus amigos, não dá mais, simplesmente não dá. Mais uma porrada, mais uma vergonha, mais uma derrota. Renato Gaúcho hoje teve culpa total no revés. Primeiro, ele resolveu barrar o Somália e colocar um tal de Felipe, que mostrou-se um jogador totalmente imaturo e, exatamente por isso, fez uma exibição tão horrível. Segundo, ele simplesmente resolveu colocar João Paulo que, sequer, havia feito um jogo (no profissional) com a camisa do Fluminense. Por sorte do Renato, o João Paulo entrou muito bem no time e era, sem dúvida, o jogador mais perigoso do time, mesmo estando improvisado na meia-esquerda. Contudo, o treinador resolveu contrariar sua própria sorte, tirando o garoto de campo (nessa altura, o Fluminense já perdia por 2x0, e tirar Romeu, ou até Felipe, na minha opinião, seria a melhor opção).

Renato escalou errado e, exatamente por isso, o Internacional dominou o primeiro tempo. O Inter foi um time muito melhor arrumado (Por sinal, qualquer time que jogue contra o Flu é mais bem arrumado) e fez 2x0 por meio do que eu já chamava atenção ontem: o contra-ataque. No primeiro lance, Nilmar ganhou na corrida do Rogeriátrico, driblou-o facilmente e fez o gol. No segundo, aproveitando cruzamento da esquerda, novamente Nilmar se antecipou ao Rogeriátrico e fez o segundo gol. Ainda no primeiro tempo, Somália teve grande chance, mas perdeu o gol.

No segundo tempo, o Fluminense cresceu, mas, sinceramente, achei que esse crescimento foi por totais deméritos do Internacional, que voltou pro segundo tempo totalmente apático. Sem estar numa grande noite (noites normais ultimamente), o Fluminense foi chegando, já que o Inter o chamava para seu campo de defesa, e isso fez com que o Flu sempre rodeasse a área colorada, mas ainda assim, sem criar grandes perigos ao gol do Clêmer. O gol do Fluminense não poderia sair de outra forma a não ser na base da sorte e saiu, com Somália, que o fez meio que de braço. Depois disso, o Flu continuou apenas rodeando, mas nada conseguiu. Já o Inter, nos contra-ataques, quase marcou seu terceiro gol, principalmente, com Nilmar, que durante o jogo sempre foi a principal arma colorada.

Agora teremos um jogo contra o São Paulo, ou seja, OUTRA PORRADA À VISTA.

ANÁLISE POR FELIPE: Tricolores do céu e da terra, nosso time está cada vez pior e sem perspectiva de reação. Amargamos mais uma derrota em pleno Maracanã, agora para o Internacional.

O Fluminense praticamente assistiu ao Inter jogar no 1º tempo de jogo. Éramos um bando em campo (como nas últimas partidas). Eu tinha avisado sobre o Nilmar, e ele brincou com a defesa do flu. Fez 2 gols, o 1º numa falha do zagueiro Roger, que já está velho e perdeu na corrida para o veloz atacante, que depois ainda o driblou e chutou sem defesa para Fernando Henrique, e o 2º, numa falha praticamente de todo o sistema defensivo, o lateral Marcão cruzou para Nilmar, que antecipou-se e colocou para o fundo das redes. Renato resolveu mudar, colocando Somália no lugar do jovem João Paulo, o que no meu ponto de vista e acredito que no de todos os tricolores, foi uma alteração errada, já que o garoto era um dos poucos que se destacavam na partida pelo lado tricolor. Acredito que ele poderia ter colocado Somália no lugar de um dos volantes ou até no lugar do Felipe, outra promessa que estava em campo. Logo no final do 1º tempo, Somália teve uma chance ótima de descontar para o Flu, ao receber a bola, entrar na área, driblar o goleiro Clemer, e, já desequilibrado, chutar para o gol, mas o zagueiro do Internacional tirou em cima da linha.

No segundo tempo, o tricolor melhorou, conseguiu acertar a marcação e sair pro jogo, mas não estava com sorte, até que, na metade do segundo tempo, numa falta pela esquerda, no bate-rebate dentro da área, Somália marcou seu gol. A partir daí, o Fluminense se animou e na base da raça tentou empatar a partida. Renato colocou mais uma promessa, Maicon. O garoto foi bem, correu muito, lutou, mas de nada adiantou, foi pura ilusão. O nosso Tricolor não conseguiu empatar e saiu com mais uma derrota no Maraca, a terceira seguida no Brasileiro.

É, caros tricolores, nosso Fluzão está muito mal, e, com esse bando em campo (sim, bando, isso não é um time), não vai melhorar não. Precisamos urgente de reforços! O time tem muitas posições carentes e nosso elenco é muito fraco (tanto que muitos reservas são da base). Sei que a diretoria está tentando contratar e também sei que é difícil, mas nossa situação está crítica. Teremos mais um jogo super difícil em casa, agora contra o São Paulo e é mais sofrimento à vista. Teremos a volta de Washington e Tartá, suspensos no jogo contra o Colorado. Já Arouca só daqui a 4 semanas. É, quando situação não está boa, nada ajuda.

Irei elogiar um jogador desse time: Dario Conca. Joga demais e arma sozinho esse time. Também quero fazer um apelo à diretoria: COMPRE O CONCA JÁ! Seria um ótimo negócio pro Fluminense.

Saudações Tricolores

4 comentários:

Guilherme disse...

Perdeu de 2 x 1 o time está ridiculo!!!!!!!!!!!!! e agora quem desfalca é o Maurício... eu achava que ia dar pra arrancar uma sequencia de vitorias pra lutar pela Libertadores, mais to vendo que a coisa agora é sair do rebaixamento e tentar Sul-americana... tah f* viu... e dessa vez naum vou defender o Renato não!!!!!!!!!!!!! hoje ele foi totalmente burro e escalou o time ridculamente no 4-5-1 isso que jogavamos em casa1!!!!!!!!!!!!!!!!! e olha que tinhasmos o Somália era pra ter podo ele junto com o Dodô porra só fez burrice hj, botou um monte de muleqs que ser quer jogaram uma partida no profissional... mal aproveitado!!!!!!!!!!!!! deveria ter posto o Daví no meio-campo, lamentavel o RG hoje, estou chegando a conclusã talvez que ele nem boto esse 4-5-1 de burrice e sim de sacanagem!!!!!!!!!! só pra ser demitido!!!!!!!!!!!! e quem se fode somos nós tricolores enqunto esse bundão ganha lah o salario dele numa boa e ve o time dele Gremio ser líder do Brasileirão!!!!!!!!!!!

O time é fraco RG não tem opções mesmo, mais hj ele fez tudo errado totalmente imcopentente nota ZEROOOOOOOOOOOOOOOO!!!!!!!!!!!!!!
Tomara que os reforços cheguem até o jogo contra o Ipatinga... e esse jogo contra o São paulo me bota medo... muito medo... os Bambis são fortes... mais vamos ver jogando em casa né e se o RG parar de ficar em retranca e faz escalaçao correta no time derrepente o tricolor enfim volta a vencer, é tudo ou nada!!!!!!

Saudações Tricolores

Ary disse...

VERGOOOOONHAAAAAAAAAAAAAA

VERGOOOONHAAAAAAAAAAAAAA

VERGOOOOOONHAAAAAAAA

TIME SEM VERGONHAAA!!

FORA RG, TREINADOR D PEBOLIM!

Pedro Oliveira' disse...

EU ACREDITO!

...que não iremos ser rebaixados! Do jeito que está não dá pra sonhar com muita coisa não!

aline_aragon disse...

Gostei muito do blog, vou entrar aqui sempre que der, pra acompanhar as postagens.
Infelizmente as notícias do nosso Flu não são nada boas, mas eu acredito que podemos, e vamos, superar essa péssima fase.

ST