sábado, 9 de agosto de 2008

Em busca de fugir da Zona, Flu encara o Ipatinga, em Minas


Chegou a hora de embalar de vez. Após uma boa virada contra o time do São Paulo, no Maracanã, o nosso Fluminense, que tem 16 pontos e ocupa a vice-lanterna da competição, vai para Minas Gerais com a moral elevada e, se conseguir a vitória desejada, pode sair da zona maldita, caso Santos e Náutico empatem, ou, até mesmo, Vasco e Portuguesa tropecem. O Ipatinga, que ocupa a última posição com 13 pontos, busca a vitória a qualquer custo para tentar uma reação e, no futuro, sair da zona. Se ganhar , chega aos 16, mas precisa vencer por uma diferença de 4 ou mais gols para passar a lanterna para o Tricolor.

O técnico Renato Gaúcho gostou do desempenho da equipe no último jogo e deve manter o 4-4-2. A única mudança deve ser a saída obrigatória do zagueiro Luiz Alberto, suspenso por ter levado o terceiro cartão amarelo, que será substituído por Anderson. Renato também pode contar com Everton Santos e Eduardo, que foram regularizados, mas falou à imprensa que pretende colocá-los aos poucos, para ganharem ritmo.

Já o Tigre tem como único desfalque certo o zagueiro Gian, que está se recuperando de lesão. Tiago Veira, que vem sentido dores no tornozelo direito, é dúvida para a partida e também pode desfalcar o time. O técnico Ricardo Drubscky pode escalar o time no 4-4-2, com a defesa, que não apresentou as falhas de costume na derrota para o líder Grêmio, formada por Patrick e Henrique ou promover a volta de Léo Oliveira, formando uma linha de três zagueiros. No meio, Drubscky não divulgou se escalará o volante Xaves ou o meia Rodriguinho, que deixaria o time mais ofensivo, mas Augusto Recife tem seu retorno já confirmado. A dupla de ataque ainda é uma dúvida. Três jogadores brigam por uma vaga ao lado de Adeílson: Kempes, Marinho e Michel. Os recém-contratados Ferreira e Henrique não devem ser relacionados para a partida.

IPATINGA:
Fred;
Leandro Salino, Patrick (Leo Oliveira), Henrique (Tiago Vieira) e Beto;
Augusto Recife, Paulinho Dias, Xaves (Rodriguinho) e Leo Silva;
Adeílson e Marinho (Kempes)
Técnico: Ricardo Drubscky

FLUMINENSE:
Fernando Henrique;
Carlinhos, Anderson, Roger e Junior Cesar;
Fabinho, Romeu, Conca e Tartá;
Somália e Washington.
Técnico: Renato Gaúcho.

ANÁLISE POR EDUARDO: Caros tricolores, é mais um jogo de vida ou morte, desta vez para ambas as equipes, ou seja, mais uma batalha. O Flu busca a vitória para sair da Zona. O Ipatinga, para melhorar sua situação no Campeonato, apesar de precisar de uma goleada para passar a lanterna. O nosso Tricolor vem de novo com uma equipe menos desfalcada, mais "arrumada". Se repetir o desempenho e a vontade que teve contra o São Paulo, no Maraca, tem grandes chances de ganhar. Já o Tigre, apesar de jogar em casa, vem pressionado em busca de resultados e enfrenta, desta vez, o Fluminense motivado após a última vitória. Por isso, aposto numa vitória do Flu.

Palpite: Ipatinga 0x2 Fluminense

ANÁLISE POR LUIZ FELIPPE: Bom, na minha opinião, o jogo é bem difícil. O Ipatinga vem mostrando muita determinação em seus jogos, e, acima de tudo, muita obediência tática. O que claramente falta ao time mineiro é um pouco mais de técnica. A partida tem tudo para ser amarrada no meio-campo, mas o Flu conta com mais talento na meia cancha, e isso pode ser determinante.

O Fluminense vai entrar praticamente com o mesmo time que venceu o São Paulo, na última quarta-feira, por 3x1, com show de Washington. Digo praticamente, já que Anderson substitui Luiz Alberto, que pela sexta vez foi punido com o cartão amarelo e, por isso, está suspenso. Carlinhos merece a titularidade, já que Eduardo ainda não está 100%, e por ter feito uma partida até boa contra o São Paulo. Roger teve culpa direta nos últimos três gols que o Flu sofreu, e, por isso, acho que colocar o Sandro seria a melhor opção, neste momento.

Fabinho, Romeu, Tartá e Conca formam o meio-campo. Fabinho e Romeu vão, como sempre, ficar ali como nossos cães de guarda. Como sempre, errando passes, fazendo faltas, mas com muita disposição. Tartá deverá cair pelos flancos do campo, pra fazer as jogadas aéreas pra dupla gigante de ataque. Com isso, Darío Conca deverá voltar bastante pra buscar a bola, já que nossa saída de jogo com Romeu e Fabinho é temerosa.

No ataque, novamente Somália e Washington jogarão juntos, e espero que assim como contra o São Paulo, os dois joguem juntos de fato, ou seja, os dois centralizados procurando uma tabela rápida, objetivando entrar na área mineira. Analisando tudo, acredito que o jogador chave pode acabar sendo Tartá, que, mais do que todos, terá de se movimentar bastante. As jogadas pela esquerda juntamente com Júnior César podem ser mortais, ou até pela direita com as chegadas do bom cruzador Carlinhos.

Já o Ipatinga, que segura a lanterna deste campeonato brasileiro, com apenas 13 pontos, ainda não tem definido seu time para o confronto decisivo de domingo. O bom treinador Ricardo Drubscky faz um certo mistério para a partida. A dúvida é: Xaves ou Rodriguinho. Rodriguinho é um jogador mais ofensivo, habilidoso, veloz e chega muito bem ao ataque. Já Xaves é um volante marcador mesmo, que sabe bater que nem gente grande e, caso entre, deverá fazer uma marcação especial em Conca. Contudo, mesmo sem Xaves, o treinador do time mineiro colocará algum de seus volantes perseguindo o argentino.

Augusto Recife, Paulinho Dias e Léo Silva são os outros três jogadores do meio-campo mineiro, que formam um meio pouco criativo, mas muito marcador. No ataque, o Ipatinga conta com Adeílson e Marinho. Adeílson é um jogador rápido e habilidoso e com boa presença de área, tanto que é o artilheiro do Ipatinga neste brasileirão, com cinco gols. Marinho, o camisa 9 do time, já jogou no São Paulo e também no Atlético-MG, onde foi o principal goleador na Série B 2006. Outro perigo são as bolas paradas com o lateral Beto, que já fez dois gols desse modo no campeonato. Contudo, acho que o ataque do Ipatinga é a principal arma do time da cidade do aço.

Palpite: Ipatinga 2x3 Fluminense

ANÁLISE POR FELIPE: Depois de uma bela vitória em cima do São Paulo, no Maracanã, o nosso Tricolor sai para enfrentar o lanterna do campeonato, precisando vencer e podendo até deixar a Zona de Rebaixamento na mesma rodada. Muitos acham que, por se tratar do Ipatinga, vai ser fácil, mas não vai ser, não, e o próprio Ipatinga comprova isso. Será um dos jogos mais importantes e um dos mais difíceis deste campeonato para nós. O que comprova isso é que o Ipatinga vem dificultando muito a vida de seus adversários dentro e fora de casa, tanto que o líder do campeonato, o Grêmio, só fez 1x0 e no Olímpico.

O Fluminense não contará com Arouca, machucado, e Luiz Alberto, que foi suspenso no jogo contra o São Paulo. Acho que Renato repetirá a escalação do jogo anterior, só tirando Luiz Alberto e colocando o jovem Anderson, que é bom jogador, mas eu preferiria Sandro para substituir nosso xerife.

Já o Ipatinga vem com tudo pra vencer, pois a sua situação no campeonato não é nada boa. Não tem escalação definida, pois seu técnico ainda tem dúvidas sobre o meio campo. Cito um jogador do Ipatinga com que o Fluminense tem que ter cuidado: o atacante Adeílson, artilheiro da equipe nesse campeonato.

Papite: Ipatinga 0x3 Fluminense

ANÁLISE POR JÚLIA: A minha opinião vai ser baseada na apresentação que a equipe teve no jogo diante do São Paulo. Isso porque não pude acompanhar os piores momentos do time (estive viajando para o exterior desde o jogo contra o Vasco), mas li alguns comentários e estou sabendo dos problemas táticos e de motivação.

A posição do Ipatinga pode estar camuflando o seu possível desempenho. O Ipatinga pode ter perdido alguns jogos em casa, mas vende MUITO caro essa derrota, tanto que times da parte de cima da tabela tiveram dificuldades para passá-lo. O Fluminense não pode se deixar enganar (e pelo visto não está, pelas declarações dos jogadores) por isso. O jogo é mesmo de 6 pontos.

Acho que Somália e Washington serão essenciais nesse tipo de jogo.
Gramado ruim, torcida perto do campo: isso favorece a jogada aérea, e ter 2 especialistas no assunto no ataque é importante. Além do mais, já que ultimamente o time precisa de lançamentos para poder entrar na área adversária, com esses 2 disputando a bola, é mais fácil colocá-la no chão. Tartá e Conca são ótimas opções pra jogos como esse também, pois são rápidos, e, no contra-ataque, podem pegar o time mineiro de surpresa.

Por outro lado, a maior qualidade do Fluminense no último ano vem sendo o seu pior defeito. Roger e Anderson não formam uma zaga segura. Eu optaria por Sandro e Anderson. O ciclo do Roger no Fluminense COMO JOGADOR já acabou, por incrível que pareça. Roger é lento, e um zagueiro não pode ter esse defeito. Sempre perde em corridas mano a mano, é faltoso e desajeitado. Quem sabe se ele não fizer como o Romeu, e tirar aquela juba dele (que nos dá a nítida impressão de que o atrapalha), ou colocar uma faixa à la Renato Gaúcho ele não melhore. É uma sugestão, afinal ele e seu companheiro de zaga precisarão tomar muito cuidado com o destaque do Ipatinga, Adeílson.

Resumindo, o Fluminense precisa retomar seu espírito do ano passado quando jogava fora de casa, porque a campanha neste ano é pífia. São 2 empates e 6 derrotas. Nós podemos começar o segundo turno do Brasileirão fora da zona de rebaixamento, basta superar o ansioso e nervoso Ipatinga e torcer para um empate entre Náutico e Santos.

Palpite: Ipatinga 1x2 Fluminense

Saudações Tricolores

4 comentários:

Anônimo disse...

Infelizmente o palpite do Luiz faz mais sentido, nosso time fora de casa é medonho.
Beijos e boa sorte para o blog, ST!

Julia.

[FFC] Eduardo disse...

Verdade, Ju, mas esse 2 a 0 tá me perseguindo nos meus sonhos, não sei o porquê!

ST

Sandro C. de Oliveira disse...

CARAA, esse jogo vai ser tensooo

Anônimo disse...

vai ser 3x0

ainda passaremos o vasco

e vamos pra 15º